Portugal - Dicionário

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
O Portal da História Dicionário > Francisco Xavier Leitão

Xavier Leitão (Francisco).

 

n.      1667.
f.       13 de dezembro de 1739.

 

Medico muito considerado. Nasceu em Lisboa em 1667, onde também faleceu a 13 de dezembro de 1739. 

Estudou com os jesuítas no colégio de Santo Antão, que, reconhecendo-lhe merecimento, o atraíram ao seu grémio, e foi acabar os estudos no colégio de Évora. Em 1689 deixou a ordem, e passou a estudar medicina na Universidade de Coimbra, donde, passando a Lisboa, foi nomeado diretor do hospital da Luz. Continuou a ter grande reputação como facultativo, e foi afinal nomeado medico da real câmara, sendo encarregado de acompanhar a Viena de Áustria a embaixada do marquês de Alegrete, que ia buscar a nova rainha de Portugal, a arquiduquesa Mariana. Apesar de ser casado e ter cinco filhos, resolveu abraçar de novo o estado eclesiástico, tomando ordens de presbítero e acompanhando a Roma o cardeal da Cunha, que ia ao conclave. Foi depois eleito membro da Academia Real de Historia Portuguesa, e nomeado cirurgião mor em 1733, pouco antes da sua morte. 

Foi bom poeta latino, e deixou as seguintes obras: Oração de recepção na Academia, 1736 ; uma poesia latina ao casamento de D. Francisco Xavier de Menezes, 1738; Sermão de Nossa Senhora da Conceição, 1739, e alguns epigramas latinos Ficaram manuscritas uma descrição do colégio dos jesuítas em Évora; um poema latino à entrada, em Coimbra, da rainha de Inglaterra D. Catarina; um episódio à morte do padre Domingos Lousada; as biografais de dois arcebispos de Lisboa; um discurso sobre os jardins de Semiramis; outro sobre a existência do pelicano; vários sermões, observações e consultas medicas ; um epítome da sua vida em estilo joco-sério e vários epigramas, etc.; versos romanescos, sérios e jocosos, um tratado latino sobre as doenças e os princípios de medicina.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Portugal - Dicionário Histórico, Corográfico, Heráldico, Biográfico, Bibliográfico, Numismático e Artístico,
Volume VII, pág. 710.

Edição em papel © 1904-1915 João Romano Torres - Editor
Edição electrónica © 2000-2016 Manuel Amaral